skip to Main Content
21 3282-5071 / 3251-4761      21 99925-4761 [email protected]
Belviq

Lorcasserina- Novo medicamento anti obesidade

Nos últimos anos, muitos medicamentos para o tratamento da obesidade foram suspensos no Brasil assim como em outros países, como exemplo citamos a dexfenfluramina, o rimonabanto, o mazindol e os derivados b-feniletilamínicos (anfepramona e femproporex).

Há mais de uma década não houve nenhum lançamento de medicaçao oral antiobesidade nos EUA, até junho de 2012, quando o FDA aprovou uma nova medicaçao, a lorcasserina hemiidratada. A lorcasserina é um agonista serotoninérgico seletivo dos receptores 5-HT2C localizados em neurônios pró-opiomelanocortina hipotalâmicos. Acredita-se que o agonismo do receptor 5-HT2C reduza a ingestão de alimentos e aumente a saciedade. A droga apresenta alta seletividade para o subtipo de receptor 5-HT2C, com atividade mínima nos subtipos 5-HT2B ou 5-HT 2A. Agentes antiobesidade anteriores, como a dexfenfluramina, foram retirados do mercado por causa de uma associação com doença cardíaca valvular causada provavelmente por agonismo no receptor 5-HT2B.

A lorcasserina foi aprovada pela ANVISA em 2016 na dose de 10 mg duas vezes sendo indicada para tratamento de obesidade (índice de massa corporal ≥30 kg / m2) ou IMC ≥27 kg / m2 com pelo menos uma comorbidade associada, como por exemplo, hipertensão arterial, diabetes mellitus tipo 2 ou dislipidemia. Por questões burocráticas a lorcasserina somente foi lançada no Brasil em outubro de 2019 pelo laboratório Eurofarma com o nome comercial de Belviq®. Os três principais estudos publicados envolvendo lorcasserina estão resumidos na tabela.

Fonte: Diabetes Metab Syndr Obes. 2013;6:209–216.

 

O estudo BLOSSOM (Fidler et al) incluiu 4008 indivíduos e estudo BLOOM (Smith et al) incluiu 3182 indivíduos. Os criterios de inclusão foram semelhantes: idade entre 18 a 65 anos, índice de massa corporal (IMC) de 30 a 45 kg / m2 ou IMC de 27 a 29,9 kg / m2 e pelo menos uma comorbidade, como hipertensão arterial, dislipidemia, doença cardiovascular, tolerância reduzida à glicose ou síndrome de apneia obstrutiva do sono.

Os principais critérios de exclusão foram pressão arterial sistólica> 150 mmHg ou pressão arterial diastólica> 95 mmHg, diagnóstico de diabetes tipo 2, depressao ou outras doenças psiquiátricas e uso de medicamentos prescritos para perda de peso nos três meses anteriores aos estudos. O estudo BLOOM-DM (O´Neil et al) incluiu 604 indivíduos de 18 a 65 anos com IMC de 27 a 45 kg / m2, com diagnóstico de diabetes tipo 2 e hemoglobina glicosilada A1c de 7% a 10%. Os principais critérios de exclusão incluíram: uso de insulina, exenatida ou pramlintida; depressão ou doença psiquiátrica que requerem terapia medicamentosa sob prescrição médica no último ano; história de doença valvar cardíaca; infarto do miocárdio ou acidente vascular cerebral nos seis meses anteriores; angina instável; e uso de inibidores seletivos da recaptação de serotonina ou noradrenalina.

Os eventos adversos mais comuns desses estudos foram cefaleia, infecções do trato respiratório superior, náusea, tonteira e fadiga. Todos os grupos em uso de lorcasserina demonstram significativa perda de peso em relação ao placebo sem efeitos colaterais cardiovasculares. O estudo BLOOM-DM demonstrou uma redução significativa da glicemia de jejum e de hemoglobina glicosilada (A1c) (p <0,05 para as duas doses de lorcaserina em comparação com o placebo).

No Brasil dispomos de 4 medicações aprovadas para o tratamento da obesidade: sibutramina, orlistate, liraglutida e a partir de agora a lorcasserina. Taylor JR, Dietrich E, Powell J. Lorcaserin for weight management. Diabetes Metab Syndr Obes. 2013;6:209–216. Fidler MC, Sanchez M, Raether B, et al. A one-year randomized trial of lorcaserin for weight-loss in obese and overweight adults: the BLOSSOM trial. J Clin Endocrinol Metab. 2011;96:3067–3077. Smith SR, Weissman NJ, Anderson CM, et al. Multicenter, placebo-controlled trial of lorcaserin for weight management. N Engl J Med. 2010;363:245–256 O’Neil PM, Smith SR, Weissman NJ, et al. Randomized placebo-controlled clinical trial of lorcaserin for weight loss in type 2 diabetes mellitus: the BLOOM-DM study. Obesity. 2012;20:1426–1436.

Back To Top
Pesquisar