skip to Main Content
21 3282-5071 / 3251-4761 monicacabral@monicacabral.com.br
endocrino-monicacabral_especialidade-osteoporose

O que é Osteoporose?

A Osteoporose é a perda acelerada de massa óssea, que ocorre durante o envelhecimento, provocando a redução da massa óssea e aumentando o risco de fraturas.

É um problema maior entre as mulheres após a menopausa pela redução do fator protetor do estrogênio na massa óssea, culminando com alterações na microarquitetura óssea.

A osteoporose torna mais frágil a estrutura óssea, aumentando a probabilidade de ocorrerem fraturas, que podem ter graves consequências.
Trata-se de uma doença silenciosa e, na maioria das vezes, evolui de forma assintomática. É importante o acompanhamento médico regular e através do exame de densitometria óssea é feito o diagnostico.

A osteoporose torna os ossos porosos como uma esponja e é a maior causa de fraturas e quedas dos idosos.
A coluna, o punho (radio) e o colo do fêmur são os locais utilizados para realizar o diagnostico. A fratura de colo de fêmur é considerada o segundo maior problema de saúde mundial, ‘perdendo’ apenas para as doenças cardiovasculares.

Entre os homens, a osteoporose é mais rara mas os homens em idade mais avançada devem ser avaliados quanto a presença de osteoporose .

Osteoporose-monicacabral

As causas da Osteoporose

A osteoporose é causada pelo desequilíbrio entre as células que produzem a substância óssea (formação) e as células que destroem a substância óssea (reabsorção). As células envolvidas no ciclo normal são responsáveis pela renovação (remodelação) do osso.
A osteoporose pode ser multifatorial, podendo classificar-se em primária e secundária a algumas doenças.

Envelhecimento e menopausa
80% das causas associam-se ao envelhecimento ou à menopausa. Quanto a primeira associação, é preciso entender que o ganho de massa óssea ocorre principalmente ate os 30 anos, com o envelhecimento predomina a perda de massa óssea em relaçao ao ganho.

Enquanto a mulher está em período fértil (menacme) existe a produção acentuada do hormônio estrogênio. Quando abundante no corpo da mulher, o estrogênio retarda a reabsorção do osso, reduzindo a perda, e aumenta a formação de massa ossea, contribuindo para o fortalecimento do esqueleto. Em contrapartida, a mulher após a menopausa perde o efeito protetor do estrogênio na massa ossea. O hipoestrogenismo irá contribuir para a perda de massa óssea mais acelerada, principalmente nos primeiros anos da pós-menopausa. Dessa forma, a menopausa pode ser um fator de risco para a osteoporose.

Em homens, baixos níveis de testosterona (hipogonadismo) também podem favorecer a osteoporose, uma vez que este hormônio contribui para a formação do osso.

Outras causas de comprometimento de massa óssea:
Deficiência de cálcio e de vitamina D

Doenças ou medicamentos
Outras condições podem levar ao desenvolveimento da osteoporose:

  • Síndrome de Cushing
  • Hiperparatireoidismo;
  • Hipertireoidismo;
  • Acromegalia;
  • Mieloma múltiplo;
  • Doenças renais;
  • Doenças inflamatórias intestinais;
  • Doença celíaca;
  • Pós-gastrectomia;
  • Doenças reumáticas;
  • Uso de medicamentos a base de glicocorticóides, hormônios tireoidianos em excesso , heparina, warfarina, antiepilépticos (fenobarbital, fenitoína, carbamazepina), lítio, metotrexato e ciclosporina.
osteoporose

Tipos

A osteoporose, basicamente se divide entre primária e secundária, vejamos:

Osteoporose primária
Este tipo tem como causa principal a deficiência de estrogênios . Na osteoporose pós-menopáusica, a perda óssea acelerada ocorre por causa da deficiência de.

A perda de massa óssea é mais acentuada entre 3 a 6 anos após a menopausa e após a perda acelerada inicial, diminuindo de forma lenta e gradual. É possível verificar essa perda principalmente ao nível do osso trabecular que existe predominantemente nas vértebras e punhos.
As primeiras fraturas na mulher ocorrem geralmente nas vértebras ou nos punhos e, como a ocorrência da fratura vertebral está associada a um aumento significativo do risco de novas fraturas e da morbilidade, é bastante importante a intervenção precoce para prevenção da primeira fratura.

A osteoporose associada ao envelhecimento ou involutiva também e causa de osteoporose primaria.

Osteoporose secundária
Quando a osteoporose e o aumento do risco das fraturas podem ocorrer como consequência de diversas situações clínicas citadas anteriormente.

 

Riscos da Osteoporose

A osteoporose pode provocar e facilitar as fraturas nos ossos e quedas, bem como a perda de massa óssea, causando os seguintes sintomas:

  • Dor crônica.
  • Deformidades.
  • Perda de qualidade de vida e/ou desenvolvimento de outras doenças, como pneumonia.
  • Encolhimento.
  • Fraturas nas vértebras, provocando problemas gastrintestinais e respiratórios.

As fraturas de quadril podem levar o paciente à imobilização, e isto requer cuidados de enfermagem por um longo período.

Back To Top
Pesquisar